terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Até a fava levaram porra!

Uns dias atrás numa ida ao supermercado comprei um Bolo Rei. O mais engraçado é que depois de ter sido comido nem apareceram o brinde nem a fava.

Perguntei por aí e alguém me disse que agora tais "brindes" não são permitidos - normas da CEE. Tal sendo verdade é mais uma das nossas tradições que lá se foi. E como se vai escolher o freguês que vai pagar o bolo para o ano? Joga-se uma "milhada"? Como se faz na CEE? Vai a votos?

Será que até já nos levaram a fava do Bolo Rei?

O que nos vão levar a seguir?

O Sapato Voador

Comentando o incidente do tal iraniano que atirou os sapatos a Bush a sua esposa disse a um jornalista:

"Não sei. Compete aos iraquianos decidir e eles farão o que quiserem. Mas eu sei que se Saddam Hussein ainda lá estivesse, esse homem seria provavelmente executado. Por isso e por mais desagradável que tenha sido, o incidente demonstra que os iraquianos se sentem muito mais livres para se exprimirem".

1 - Sadam já não está lá nem neste mundo sequer - morreu enforcado.
2 - Se Sadam lá estivesse o Bush não estaria.

3 - Atirar coisas indica liberdade de expressão?

Há coisas fantásticas, não é?

A gaivota

Aquela gaivota que voava voava e nunca mais se cansava morreu há muitos anos. Apodreceu para aí numa praia qualquer e dela já nada resta.


O retrato

...

José Gil

Os portugueses gostam de ser pequeninos. Sabe, muitas vezes eu comparo as reacções às reacções dos habitantes das ilhas. Eu conheci uma ilha, conheci muito bem uma ilha onde vivi, que foi a Córsega, e fiquei de tal maneira marcado por aquelas mentalidades que quando vim para Portugal eu era capaz de reconhecer, ao fim de dez minutos de conversa, que aquela pessoa vinha dos Açores. Sem saber mais nada, outro indício. Quer dizer, há qualquer coisa de muito específico no habitante da ilha. É que a ilha é como um corpo de onde se sai e para onde se volta quase necessariamente. É muito difícil as pessoas desligarem-se da ilha.

José Gil

***

José Gil, autor de várias obras sobre Filosofia, Artes, Dança e Literatura, nasceu em 1939 em Muecate, Moçambique. Aos 18 anos foi para França onde se licenciou em Filosofia na Faculdade de Letras da Sorbone, em Paris, em 1968. Anos mais tarde doutorou-se em Filosofia na Universidade Paris VIII. Em 1976 regressou a Portugal e foi assessor do secretário de Estado do Ensino Superior do IV Governo Provisório. Em 1981 entrou na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa como professor convidado, onde hoje é professor catedrático. Escreveu ‘Portugal, Hoje – O Medo de Existir’, foi publicado em 2004 e retracta a instabilidade, o desnorte, o medo de existir, sobretudo, e também uma análise à actualidade de então. O livro é publicado ainda com Santana Lopes no poder.


A retrete

Uns à custa de outros usam destas para obrar... pois.

Crise?

As taxas Euribor estão em queda há 55 dias consecutivos.

A descida do principal indexante utilizado pelos bancos para o crédito à habitação é uma boa notícia para as famílias com um empréstimo bancário para pagar a casa mas também significa uma redução dos juros nos certificados de aforro, que caíram quase para metade em apenas três meses.

Crise? Mas para quem?

Tretas como notícias

Notícia no jornal Correio da Manhã:

"...30 Dezembro 2008 - 01h04
Cristiano Ronaldo: “Sou algo vaidoso”

O futebolista português confessou, a um site americano, ter cuidado com a sua aparência. “Confesso que sou algo vaidoso e adoro mudar o meu cabelo.”..."

O perfeito e acabado exemplo da notícia da treta. Agora alguém me diga se existe diferença entre a notícia de cima e a de baixo:

"...30 Dezembro 2008 - 01h04
Cristiano Ronaldo: “Tenho diarreia”

O futebolista português confessou, a um site americano, ter diarreia. “Confesso que não me agrada muito ter diarreia. Não gosto do cheiro e já me doi o olho.”..."

Absurdo

Absurdo e sem comentários...

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Interessante

Não sei quem escreveu mas tem lógica:

"...De um modo geral, a comunicação social portuguesa piorou em quase todos os aspectos. A espectacularização de toda a vida pública é hoje ao mesmo tempo uma causa da degradação da comunicação social e um seu poderoso efeito. A comunicação social funciona como uma fábrica de irrelevância, violando o seu contrato democrático original de ser o pilar do espaço público e da liberdade. Há muitas razões para acontecer o que está a acontecer, mas nenhuma justifica o que acontece à revelia da ética profissional dos jornalistas e das opções de um público supostamente responsável e exigente. Sem uma coisa e outra, a comunicação social torna-se uma fonte de desgaste da democracia..."

Quem explicará?

Era bom que alguém explicasse onde é que a Presidencia da República Portuguesa gastou 20 milhões de Euros em 2008.

O orçamento do Rei de Espanha que é de 8 milhões e o da Rainha de Inglaterra que é de 15 milhões.

A realeza atrai milhões de pessoas a Londres, mas não me consta que alguém venha ver o Senhor dos Tabús a Lisboa.

Prisioneiros da Liberdade

"Funny how" cada vez mais estamos prisioneiros das novas tecnologias. São os telemóveis, os plasmas, a internet, o microondas e tantos outras engrenagens modernas que nos oferecem por dá cá aquela palha.

A questão é se realmente vivemos melhor. Será que lucrámos com estas maravilhosas descobertas electrónicas? Não se perdeu algo pelo meio?

Somos os prisioneiros da nossa própria liberdade. A gaivota da canção de 1974 já não existe. Morreu e já foi esquecida.

Somos filmados nas ruas, no supermercado, nos bancos e até nos cafés onde tomamos a bica. E consentimos isso de livre vontade. Em troca de um plasma ou de um telemóvel de última geração damos nomes, moradas, telefones e perdemos mais um pedacito da nossa liberdade.

Ouvi dizer que também vão instalar chips nos carros de maneira a facilitar o controle das infracções ao trânsito, as multas e até as portagens. É sempre para facilitar algo. Para controlar algo. Até os conteúdos da internet - a última coisa que nos resta - mais dia menos dia...

Antigamente em Portugal eram perseguidos os comunistas por serem comunistas ou aqueles que falavam contra o regime - no tempo da PIDE. Arranjava-se alguém que era pago por alguém para andar atrás de outro alguém. E agora? Como se controlam os cidadãos? As máquinas encarregam-se disso facilmente. São os cartões de crédito, as compras no supermercado com o multibanco, o pagamento do estacionamento, a portagem e outros.

Devassam as nossas vidas com a impunidade criminosa do nosso consentimento. E todos parecemos contentes no nosso pequeno mundo vigiado enquanto corremos de lado para lado com medo de chegarmos atrasados.

Eu cá não quero isto!

A Oeste nada de novo

De volta ao trabalho e ao Blog que ninguém lê. Ou quase ninguém - penso que ainda exista um ou dois resistentes.

Em vez da vontade de "trabalhar" existe outra vontade que se sobrepõe - a vontade de estar longe disto talvez de férias, deitado na praia por baixo duma palmeira. Mas infelizmente tal não pode ser.

E vou ficando por cá feito moinho, a ver...

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

As coisas que se descobrem por aí

"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Ora aqui está uma frase interessante, não é?
Foi retirada daqui.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Gasóleo mais barato

A BP vai baixar o preço do gasóleo para 0,99 euros. O preço justo, ou seja, o preço verdadeiro e sem especulações.

Esta crise está-nos trazendo muitas surpresas.

E o resto?

Para o próximo ano e já em Janeiro preve-se um aumento na ordem dos 11% no imposto sobre os automóveis. Para que é que vão servir os tais milhões de apoio a este sector se não vai existir pessoal com dinheiro para comprar carros novos?

Até parece que nos alimentamos de carros novos! Cada vez fico mais espantado. Não se deveria aproveitar para incentivar as outras indústrias - texteis por exemplo? É que essas indústrias ainda são nossas. Os automóveis e as fábricas dos mesmos não o são - são dos "outros".

E a agricultura? Também não interessa?

Existe mais vida além dos automóveis

Lendo e ouvindo as notícias hoje fico com a sensação de que a indústria automóvel é a única que existe e que aparentemente merece ser salva.

Será que não existem outras indústrias sem ser a automóvel?

E com esta crise vamos vender carros a quem? Aos marcianos?

Existe mais vida além da indústria automóvel!

Fica bem

Porque fica sempre bem lá fora o governo português resolveu se oferecer para receber alguns dos prisioneiros de Guantanamo. Acaba-se a prisão dum lado mas continuam os prisoneiros do outro. Entre Guantanamo e Portugal venha o diabo e escolha - por mim sinto-me na tentação de optar por Guantanamo porque penso que qualquer coisa deve ser melhor que isto por cá.

O Governo português também recebeu a garantia da administração norte-americana de que os detidos em Guantanamo que possam vir a para Portugal serão dos menos perigosos. Penso que devem ter medo dos que por ventura estão depositados nas nossas prisões.

Penso que dar de comer áquela gente não vai sair assim tão caro quanto isso...

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Pedalar pela Segurança

Realizou-se no passado dia 1 de Dezembro um passeio pouco usual na Ilha da Lenha. Com o nome de Pedalar pela Segurança juntaram-se cerca de 200 cliclistas que procuraram chamar a atenção dos automobilistas para aqueles que circulam na estrada de bicicleta.

Com um passeio desde o Largo do Colégio até à Rotunda do Enforcado e com o final no Cais da Cidade estes ciclistas em marcha lenta chamaram a atenção dos automobilistas para a necessidade de respeitar aqueles que se deslocam neste transporte não poluente.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Forte

Forte de São Tiago

Mentir aos mortos

Essa gente que foi à igreja rezar pelo Sá Carneiro e que apareceu na foto com ar de sofrimento faz parte dos maiores mentirosos deste país.

Se mentem aos vivos com todos os dentes que têm acham que vão ter algum problema em mentir aos mortos?

Por via das dúvidas

General Motors aceita as condições rigorosas da ajuda estatal do Governo dos EUA.

O presidente executivo da General Motors, Rick Wagoner, disse aos membros do Congresso que vai aceitar as condições rigorosas do plano do empréstimo do governo norte-americano para conseguir manter-se, incluindo a promessa de devolver o dinheiro e de declarar falência caso não cumpra os requisitos.

Parece que por lá o negócio vai ficar escrito direitinho no papel - por via das dúvidas.

Algumas das quantias envolvidas: A GM pede 4 mil milhões de dólares de forma “imediata” e mais 4 mil milhões no próximo mês. Já a Chrysler pede quatro mil milhões de dólares.

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

O rei morreu

Viva o rei.

Caranguejo

Sally Lightfoot Crab - o nome do bicho que habita as
Ilhas Galápagos.

O Pesar

O sentimento de pesar nas faces da Manela e dum gajo qualquer que está ao lado que nem sei quem é nem também interessa para o caso.

Todos os anos se realiza uma missa na Basílica da Estrela, em Lisboa, na data da morte de Francisco Sá Carneiro.

Mas olha só a carinha dela... Está a rezar pela alma do Sá Carneiro ou pela sua?

Estiveram outros também presentes a prestar homenagem ao salvador da pátria e do partido que não o chegou a ser. Alguns deles: os ex-presidentes do PSD Marcelo Rebelo de Sousa, Pedro Santana Lopes e Luís Marques Mendes, o secretário-geral do partido, Luís Marques Guedes, o líder parlamentar, Paulo Rangel, e o presidente do Instituto Francisco Sá Carneiro (IFSC), Alexandre Relvas.

E tenho a certeza, muitos outros também.

Bin Laden de Plástico

"Uma empresa americana de brinquedos está a vender uma versão lego de um terrorista árabe, muito semelhante Osama Bin Laden. O boneco, armado 'até aos dentes', está a criar polémica um pouco por todo o mundo" - segundo o SOL online.

Apresento o boneco da discórdia à direita na foto tirado directamente do site onde se encontra à venda - www.brickarms.com.

O SOL também afirma que são 11 dolares mas o preço que lá está é de 14 dolares - se calhar devido à procura até aumentou o valor. Estratégias de markting? - concerteza que aumentaram em largas centenas as visitas ao website e consequentemente as vendas depois da publicidade.

Mas alguém no seu "juízo normal" acha que este boneco é parecido com o Bin Laden?
É que não se critica por representar um suposto terrorista - ou lutador pela liberdade dependendo do lado em que se encontra - mas sim o facto de ser parecido com o Bin. Ora até nas melhores realizações de hollywood o Bin aparenta muito diferente do boneca em causa.

Única coisa

Eu nem sabia que tínhamos indústria automóvel,
já que a única coisa que sei é que é cá que se aproveita
a mão de obra barata para montar modelos estrangeiros.

A minha pergunta simples:

Uma vez que essas fábricas e respectivas
sedes são estrangeiras no caso de falirem
como é que vai ser?

O rato

...

30 anos

30 anos antes:

"Os ricos que paguem a crise"

30 anos depois:

"A crise que pague os ricos"

A crise lá fora

As boas notícias do Inginheiro sobre o aumento do rendimento das famílias portuguesas é ridículo. Os factos estão distorcidos:

- descida da Euribor e consequente diminuição dos juros dos empréstimos.
- baixa no preço dos combustíveis.

Em que parte foram resultado das políticas do Inginheiro? Estes abaixamentos e diminuições são fruto da "crise lá fora".

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Alcantra

...

Os primeiros da Europa

Os primeiros da Europa - não estou a gozar não senhor.

Enquanto os américas recusam sistematicamente ajudas à indústria automóvel, em Portugal estamos mais uma vez na vanguarda da coisa. Vamos ser o primeiro país da União Europeia a avançar com um plano de emergência para o sector automóvel, antecipando a Espanha, França e Alemanha. E esta?

Seremos os primeiros na Europa a travar a importação de carros usados!

Podemos morrer de fome mas vamos ter carros novos - boa. Vamos andar de tanga ou nús a conduzir as nossas belas máquinas por aí fora.

Passamos a vida a ouvir nas fuças que somos os mais tristes e os mais desgraçados. Não temos dinheiro para pagar as dívidas. Entregamos os apartamentos e os casacos comprados a crédito - no tempo em que os bancos desbaratavam o ouro e concediam créditos a tudo e todos. Não produzimos nada de jeito ou que alguém queira. A balança comercial à muito que não existe. Os nossos ordenados, segurança social, escolaridade, cultura, e nem vale a pena escrever mais - simplesmente não existem.

Solução tuga para a crise: travar a importação de carros usados!

Aos tesos vendem-se carros novos! Nem pergunto como é que se vão pagar para não ser chato...

Conversas de milhões

Américo Amorim - o tal rico de Portugal que já tinha perdido 373 milhões de euros em 9 meses devido à sua participação no Banco Popular - Espanha - quer agora investir novamente mais milhões e milhões. Refira-se também que parecia estar "toda a gente" preocupada com as perdas deste cavalheiro. Nunca ninguém, que eu saiba, se preocupou com o amealhar do mesmo.

Parece que agora o perdedor tem 100 milhões de euros de capitais próprios para investir em participações, num período de três a cinco anos. Ainda pode aumentar esse valor com recurso a dívida se a oportunidade de negócio o justificar - segundo El País.

Estes milhões todos deviam estar bem escondidos no colchão para o salvar da crise. Também "tesos" a falar de milhões e milhões fazem confusão com aqueles zeros todos. Perfeitamente normal.

La Valise

No more coments...

La Valise en Carton

Foi apreendida uma mala com 57 quilos de cocaína no domingo de manhã, dia 30 de Novembro de 2008, no aeroporto da Ilha da Lenha. Esta mala era proveniente de Caracas - Venezuela.

Segundo o Diário de Notícias da Ilha da Lenha a mala não tem dono. Um responsável da TAP afirma que não é a primeira vez que saem malas de Caracas com destino à Europa que não estão associadas a passageiros. Também disse que em diversos casos o avião "voltou à pista" e que "foram pessoas que prestavam apoio no aeroporto". Para finalizar e concerteza nos acalmar "a companhia aérea portuguesa apenas se preocupa com a salvaguarda da segurança dos passageiros e também dos funcionários".

Depois destas declarações, que concerteza nos deixaram com aquela sensação de segurança extrema, diz que "algo não funcionou bem no ponto de origem [Caracas] e também no de chegada [Funchal]". - Isso é mais que certo. E não funcionou porque se tivesse funcionado a mala teria seguido o seu destino normalmente - se calhar como muitas outras em situações que têm funcionado bem - e ninguém dava por nada.

Existe uma taxa de segurança paga por todos os passageiros da TAP. Esta taxa foi "sugerida" pelos américas depois do 11 de Setembro. Na prática essa segurança toda não funciona e não passa de mais uma treta para encarecer as viagens. Realmente estamos todos muito mais seguros graças ao Bin.

Apetece dizer: TAP - Take Another Plane.

19

Reza o Artigo 19.º da Constituição Portuguesa que em qualquer situação se pode proceder a uma suspensão de direitos, liberdades e garantias, salvo em caso de sítio ou de estado de emergência, os quais só podem ser declarados, no todo ou em parte do território nacional, nos casos de agressão efectiva ou iminente por forças estrangeiras, de grave ameaça ou perturbação da ordem constitucional democrática ou de calamidade pública.


terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Quem disse isso?

Quem???

Dura Lex

Vivemos numa sociedade que
até agora, pouco fez para
mostrar que somos todos
iguais perante a lei.

A resposta é: Sim

A descida rápida e violenta da inflação pode ser tão nociva para a economia como uma subida acentuada dos preços? A resposta é sim.


Há países onde se espera uma inflação negativa em 2009. Porquê? Porque se as famílias se convencerem de que os preços vão entrar numa espiral descendente, adiam decisões de compra.

As empresas farão o mesmo.

O adiamento de decisões de compra só serve para agravar ainda mais a queda do PIB.

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Teleférico no Rabaçal - NÃO

Está a andar cada vez menos.
Vai cair no esquecimento?

Número cinco

Para não haver brigas:
5 para cada. Pode ser?

A rosto da crise


O rosto da crise.
Apesar de ter sido criado para nos fazer
tremer de medo só nos consegue arrancar
um sorriso. É a preversão dos propósitos.

Soluções fáceis para coisas complexas?

O Bolo das Ratazanas é como vai ficar conhecido o bolo dos milhões que o Cherne quer cozinhar. São 200 mil milhões para incentivar o consumo e o crédito - os dois grandes culpados da crise. Apaga-se o fogo com gasolina e garante-se a continuidade da especulação e dos lucros. As Ratazanas que estão à volta do bolo saltam na esperança que ele cresça bastante.

O Senhor dos Tabús aplaude.

Antes o Bolo das Ratazanas fosse mais um filme de animação com ratos. Mas não é. A solução milagrosa para a crise, aparentemente criada pelo Cherne, tem a mão da Angela e do Frog. O Cherne é somente a boca e os dentes.

Vejo aqui muita precipitação para resolver as coisas rapidamente. Muito alarme entre aqueles que são os actuais líderes políticos que, sem dúvida, não estão à altura. A pressa nunca foi muito boa aliada nestas coisas económicas e existe aqui muita velocidade pelo meio.

Soluções fáceis para coisas complexas?

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Alegria

A desgraça

Já começa a enervar esta história da miséria dos portugueses, da desgraça dos portugueses e da tristeza dos portugueses. Já sabemos que somos os piores em tudo e que tirando um tsunami ou a queda de um meteoro já tudo de mal nos aconteceu.

Parece que existe "algo" por aí que à força, todos os dias, nos quer manter deprimidos e com um ar miserável. E é a rádio, a TV, os noticiários - alinham no mesmo - a desgraça foi eleita como o alimento dos portugueses e fazem-nos crer que já não podemos passar sem ela.

Mentira!

E ainda tem mais. Como se não bastassem as desgraças de cá da terrinha ainda vamos à China, à Índia, a África buscar as desgraças dos outros. Tudo serve para nos deprimir ainda mais. Se é tristeza, sangue ou desgraça - venha ela que se faz notícia.

Chega! Basta! Chega deste fadinho miserável! Será que ninguém vê que assim não vamos a lado nenhum?

É preciso que se diga: Basta!

Would you like to coment?

Would you like to coment?

A cadeira

O gajo que desiste sempre a meio e como consequencia disso nunca chega ao fim de nada publicou no seu blog*:

PSD: 7 líderes desde 1995

"Fernando Nogueira esteve um ano na oposição e perdeu as eleições. Marcelo Rebelo de Sousa esteve três anos na oposição e saíu antes de eleições. Durão Barroso esteve também três anos, ganhou eleições, liderou o Governo e saiu depois das eleições europeias (para presidente da Comissão). Eu estive nove meses a liderar o Governo, o Parlamento foi dissolvido, perdi as eleições. Luís Marques Mendes esteve dois anos na oposição. Luís Filipe Menezes esteve oito meses, Manuela Ferreira Leite vai em menos de seis meses.
Tudo isto aconteceu desde Fevereiro de 1995. Porquê?..."

* Não que tenha qualquer admiração pela personagem. Nem sequer leio o seu blog. Fui lá ter por mero acaso do destino. Um acaso triste, diga-se de passagem. No entanto é a sequência dos poderosos que ocuparam a cadeira que me atraíu. O rodopio da direcção do PSD. Achei curioso. Daí que...

Provavelmente

A Manela já começou a campanha com uma grande falácia.

Disse que: "se for primeira-ministra vai sem dúvida suspender todos os grandes projectos de investimento não rentáveis e com essa despesa poderá provavelmente baixar os impostos."

Por mim pode dizer o que bem entender mas a palavra "provavelmente" diz tudo.

Provavelmente também haverá gente que acredite, eu não!

Protegidos


Notícia no Sol online.
Os portugeses continuam a ser protegidos por aquela
mão invisível. Extraordinário. Será que não se podia utilizar
essa mão para esbofetear meia dúzia de mânfios que há por aí?

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

A Pesca


Os Poderosos de Sucupira

João Aibéo deu como provados crimes de abuso sexual de Carlos Cruz, do médico Ferreira Diniz e do ex-provedor adjunto da Casa Pia Manuel Abrantes.

Será que é desta que alguns "Poderosos de Sucupira" vão dentro?

Uma no cravo outra na ferradura

Alguns são mais europeus do que outros. Uns servem para pagar as desgraças e outros para pagar as alegrias.

Sobre a história do abaixamento do IVA na Terra dos Bifes o Cherne veio logo a público mandar mais esta bomba de cheiro:


Os Estados-membros têm o direito a «tomar as medidas fiscais que considerem mais apropriadas à realidade».

Como as "realidades" são diferentes já tou a ver que o nosso IVA vai continuar na mesma...

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Assentos para o Parlamento

A minha proposta para os novos assentos do parlamento.
Confortáveis e higiénicos.

OCDE para todos os gostos

Em relação ao PIB, a contracção da economia europeia será, segundo a OCDE:
  • 0,2 % Portugal
  • 0,9 % Espanha
  • 0,8 % Alemanha
0,6 % no conjunto da Zona Euro.

Já o Inginheiro, aproveitando-se logo, veio dizer que afinal vamos sofrer menos que os outros. Estamos mais uma vez protegidos em relação aos coitados dos europeus e é tão bom viver aqui.

O Inginheiro tomou desta vez o lugar
do idiota qualquer especialista em não sei o quê.

U
m idiota qualquer especialista em não sei o quê acabou de perder o emprego.

Nota: estes relatórios da OCDE às vezes são verdades outras nem tanto.

Dezanove

Os Conselheiros de Estado são 19.

O Senhor dos Tabús disse e vai ficar na história de Portugal:

"Não tenho nenhuma razão para duvidar das palavras de Dias Loureiro".

Uma coisa é certa: nada vai ser o mesmo daqui para a frente.

A Praia

Os idiotas

Quando não é o governo é a OCDE ou a ONU ou os AA ou o BBGGVXX? Quando não é um naufrágio é um desastre na A1, um telhado que cai numa escola ou um cachorro que morre ao comer uma maçã raineta - existe sempre uma desgraça maior por aí de maneira a justificar a tristeza. É o fado.

E depois já repararam que em Portugal aparece sempre um idiota qualquer especialista em não sei o quê, que diz que escapamos a isso tudo? No outro dia, quando acordamos, já estamos entalados até ao pescoço e já não há remédio.

Como se já não bastassem as nossas desgraças ainda temos de arcar com as dos outros.

Será que não existem boas notícias por aí?

Nota: Como já surgiu a notícia que a Inglaterra vai descer o IVA em 2,5% já apareceu
um idiota qualquer especialista em não sei o quê a dizer que em Portugal isso não vai resultar...

Onde está o Ouro?

H.R. Giger


birthmachine

Artista surrealista suiço H.R. Giger. O site oficial em http://www.hrgiger.com/
onde poderemos encontrar mais informações sobre o artista, os seus livros, filmes e projectos especiais. Além disso ainda tem uma base de dados sobre as obras mais importantes deste surrealista - já lá vão mais ou menos 40 anos.




Future-kill

Finalmente disse o quinto:

Cinco cirurgiões discutiam sobre quais os melhores pacientes numa sala de operações.

Dizia o primeiro:
Gosto de operar contabilistas porque quando os abres todos os orgãos estão numerados e ordenados.

O segundo retorquiu:
Sim mas os melhores são os electricistas porque todos os orgãos estão codificados por cores. Não há qualquer risco de engano.

Ao que respondeu o terceiro:
Qual quê!!! Os melhores são os bibliotecários. Dentro deles tudo está ordenado alfabeticamente.

O quarto cirurgião opinou:
Não há como os mecânicos. Eles até já transportam uma reserva dos orgãos que são necessários a substituir.

Finalmente disse o quinto:
Deixem-me discordar de todos vocês, meus caros companheiros mas, em minha opinião, os melhores pacientes para operar são os políticos. Não têm coração, não têm estómago nem tomates. Além disso pode-se-lhes trocar o cérebro com o cú que ninguém dá conta de nada.

Cinquenta e Cinco

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

O Conselho do Rei Caído


Conselho/Ideia/Proposta/Resposta do Senhor dos Tabús aos jornalistas que aparentemente o tentavam entrevistar:

«É bom estudar a legislação que rege os membros do Conselho de Estado»

É já mesmo, pá. Tá quase.
Mas é difícil com tantas mentiras
seguidas ter ainda tempo para estudar
!

Os momentos difíceis do Senhor dos Tabús

«Um Presidente da República desde logo não deve comentar em público questões de Estado e eu não faço comentários em público sobre membros do Governo, não faço comentários em público sobre chefes militares, sobre deputados ou sobre embaixadores»

De facto não comenta nem nunca comentou nada sem ser aquela treta do Estatuto Administrativo dos Açores que ninguém entendeu. Já quase me ia esquecendo da Lei do Divórcio que também comentou no Parlamento a 50 deputados ensonados e que não tinham nada melhor para fazer.

«Neste momento difícil que Portugal atravessa, exige-se que um Presidente da República tenha o máximo de bom senso e ponderação e que saiba muito bem aquilo que deve fazer e aquilo que não deve fazer, tendo em conta as suas competências constitucionais, aquilo que deve dizer em público e aquilo que só deve dizer em privado»

Palavras de sua excelência (com letra pequena), a alguns jornalistas. Como sempre o Senhor dos Tabús não comenta, não viu e nem sequer estava lá.
Alguém me poderia explicar para que é que esta figura nos serve? Depois o "neste momento difícil que Portugal atravessa"? Mas quem atravessa o quê? Portugal? E difícil porquê? Se tivéssemos tido estas "dificuldades" antes pode ser que as coisas nem chegassem a este ponto. Difícil - pois então venham momentos ainda mais difíceis para acabar com uma cáfila que por aí anda.

Só mais uma nota para terminar. Quando se recandidatar não venha com as tretas do "presidente intervencionista" e do "garante da democracia".

Corrupção: Maioria dos países lusófonos piorou

Temos de recorrer à imprensa estrangeira, com alguma regularidade, para termos as notícias que "não interessam" em Portugal. Como disse a Manela, mais ou menos assim, "não pode ser a comunicação social a escolher as notícias que dá" - ela lá sabe do que fala. A notícia em seguida:

Transparency International
Corrupção: Maioria dos países lusófonos piorou
2008-09-23 16:17:42

Segundo o relatório apresentado hoje(23.09.2008) pela Transparency International que abrange 180 países, assinala que a maioria dos países lusófonos, excepto Cabo Verde, piorou a no índice global de corrupção.

A Transparency International, estima o grau de corrupção do sector público percepcionada pelos empresários e analistas dos respectivos países, e está organizada do menos corrupto (1/o lugar) para o mais corrupto (180/o), a que corresponde uma escala de 10 pontos (livre de corrupção) a zero pontos (muito corrupto).

Portugal ocupa este ano a 32/a posição com 6,1 pontos, tendo perdido quatro posições e 0,4 pontos em relação ao índice de 2007.

Cabo Verde subiu dois lugares no índice, passando da 49/a para a 47/a posição, posição que partilha com a Costa Rica, Hungria, Jordânia e Malásia. A Cabo Verde segue-se o Brasil entre os estados lusófonos melhor classificados, no entanto a 80/a posição conseguida em 2008 revela uma queda de oito posições em relação ao ano anterior. O Burkina Faso, Marrocos, Arábia Saudita e Tailândia partilham a posição com o Brasil.

A descida menos significativa foi a de São Tomé e Príncipe, que passou do 118/o para o 123/o lugar, mantendo o mesmo número de pontos e partilhando a posição com países como o Nepal, Togo, Nigéria ou Vietname.

Moçambique caiu 15 posições na lista, ocupando agora o 126/o lugar, enquanto Angola e Guiné-Bissau perderam 11 lugares, uma queda que se registou igualmente na pontuação dos dois países.

Angola e Guiné-Bissau ocupam agora a posição 158 juntamente com Azerbaijão, Burundi, Gâmbia, Congo, Serra Leoa e Venezuela. Macau, é citado pelo segundo ano consecutivo como tendo registado um «agravamento dos níveis percebidos de corrupção», tendo passado do 34º para o 43º lugar.

Timor-Leste conta-se entre os países onde, segundo a Transparency International, a situação se deteriorou «significativamente» entre 2007 e 2008, tendo registado a pior queda com uma descida de 22 lugares.

Analisando a totalidade dos 180 países, a Dinamarca, Nova Zelândia e Suécia dividem o primeiro lugar como uma pontuação de 9,3 pontos, seguidos de Singapura como 9,2 pontos. Na ponta oposta da tabela, está a Somália com 1,0 pontos, precedida do Iraque e Myanmar com 1,3 pontos e do Haiti com 1,4 pontos.

Original Aqui

Angola proibida de voar para a Europa

Angola proibida de voar para a Europa
2008-11-07 18:38:11

Bruxelas – A União Europeia (UE) vai estender a proibição de voar, imposta à TAAG – Linhas Aéreas de Angola em Julho, às restantes companhias aéreas angolanas. A proposta da Comissão Europeia (CE) foi apresentada à Comissão de Segurança Aérea da UE.

A proposta foi analisada durante a reunião da Comissão de Segurança Aérea que teve lugar entre segunda a quarta-feira em Bruxelas que aprovou a proibição das companhias angolanas voarem para a Europa.

A Comissão verificou também que, as falhas de segurança que tinham sido detectadas nos aviões da companhia estatal angolana, TAAG, e que levaram à sua interdição de voar para o espaço europeu, não foram ainda corrigidos. Erros semelhantes foram verificados em outras companhias angolanas, o que fez a CE levar a cabo a proibição de voarem para a Europa.

A lista onde estão incluídas as empresas proibidas de voar tem mais de 100 nomes de companhias aéreas que não cumprem as normas de segurança. Esta listagem é elaborada com base em indicações dos governos nacionais e é actualizada trimestralmente.

Original Aqui

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Quentes & Boas

Quem quer, quentinhas

O tempo do Poderá

Sobre um dos administradores do BPN pode-se ler por aí que:
  • Poderá ficar em prisão preventiva
  • Poderá sair sobre caução
  • Poderá ter termo de identidade e residência
  • Poderá ser condenado
  • Poderá ir dormir a casa
  • Poderá não lhe acontecer nada
  • Poderá ser que algum dia deixem de baralhar as notícias
  • Poderá ser que quem dê estas "bombas" seja preso
Estas duas últimas são da minha responsabilidade.

A Frase

Parece que existe alguém que ainda não esqueceu. Ainda bem.

Teleférico no Rabaçal - NÃO

Hoje,
dia 21 de Novembro de 2008,
às 10:47 era assim...


Banalidades

Enfim,
  • burla agravada
  • fraude fiscal qualificada
  • branqueamento de capitais
  • falsificação de documentos
banalidades.

A Autoeuropa... pois

Já estava admirado por não aparecer o espectro da Autoeuropa no nosso quotidiano jornalístico.

Mais de 200 trabalhadores da Autoeuropa contratados a empresas de trabalho temporário vão para durante um mês sem direito a salário, por não estarem abrangidos pelo acordo de empresa de 2003.

Está começando. Logo que haja um "espacito" na nossa Comunicação Social pimba.

Alguém compra os Piores da Europa?

Carlos Queiroz diz que "Em todas as circunstâncias temos de estar de alma e coração sempre que a equipa nacional joga. O significado de vestir a camisa de Portugal tem de ser sempre a mil por cento em todas as circunstâncias".

Eu explico melhor o significado de vestir a "camisa de portugal". O estado dessa famosa selecção de heróis, como alguém lhes chamou, espelha exactamente o estado de tudo. Se somos os piores da Europa no que realmente tem valor porque é que na bola, que não vale nada, seria diferente?

Gostaria de saber por onde anda aquele morcão tuga que uma vez disse na rádio uma pérola destas: "Como poderemos vender Portugal através do futebol?" - vender eu não sei se conseguem. Até oferecido também tenho as minhas dúvidas. Mas desde já afirmo que por mim até estava disposto a pagar para me ver livre dele (futebol - claro).

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Restam 2 batatas


Sabem bem a pouco.

Seis

Onde está o Burro?

O Burro está algures nas terras de sua magestade a comer sconnes saboreando um chá de camomila. Mastiga calmamente olhando o brilho da sua careca no espelho vitoriano que tem na parede da sua sala de 230 m2.

O problema afinal não eram os frangos do Ricardo que entretanto já cresceram e se transformaram em galinhas.

A
Selecção-Que-Nunca-Ganhou-Nada levou 6 batatas no Brasil.

Game Over.

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

It´s a Big Machine

it's a big machine, it's a big machine
we're all slaves to a big machine
it's a big machine, it's a big machine
we're all slaves to a big machine
all tied up to a big machine....

(Velvet Revolver)

It´s a Big Machine - 1

A presidente do PSD, Manuela Ferreira Leite, perguntou ontem à noite se não seria «bom haver seis meses sem democracia» para «pôr tudo na ordem», a propósito da reforma do sistema de Justiça.

Os seis meses sem democracia da Manela é mais uma das não-notícias para entreter o povinho. É mais um tiro no pé entre outros que já deu. A selecção joga às 00:00 (hora portuguesa), logo não é notícia importante para hoje, pelo que se teria de inventar outra coisa qualquer. A escolha bateu na Manela.

Não gosto da Manela nem a acho simpática ou bonita. Não consigo esquecer a altura em que foi Ministra das Finanças mas descontextualizar e dar duplos sentidos às suas palavras - que eram simplesmente uma ironia - não é de boa fé.

A máquina de propaganda do PS não brinca em serviço e, justiça lhe seja feita, foi a melhor que apareceu até hoje. Este é mais um dos exemplos do aproveitar dos fait-divers de maneira a torná-los "notícia digna de notícia". No fim não valem nada.

Os assuntos verdadeiramente importan
tes passam ao lado da maioria dos portugueses. Depois queixam-se tarde demais.

Discutam-se coisas mais importantes.

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Contra os Incitamentos à Violência

Sem largar Bush

Berlusconi, Brown, Sarkozy e Durão Barroso, entre muitos outros que ficaram marcados com a guerra do Iraque, agarram-se agora a Obama (sem largar Bush), para resolver a crise que eles próprios criaram ou pelo menos ajudaram a criar.

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Cultura de Selecção

Carlos Queiroz sobre um dos jogadores da Selecção-Que-Nunca-Ganhou-Nada numa tentativa de animar a malta do País-Que-Pensa-Com-Os-Pés:

Nuno Gomes "tem uma história de selecção e uma cultura de selecção que não pode ser desprezada".

Cultura de Selecção - também essa é porreira, pá.

A Europa e a crise

Foto dos líderes europeus quando procuravam a solução para a crise.

Teleférico no Rabaçal - NÃO

Hoje às 13:41 era assim: 5001 assinaturas
A barreira foi ultrapassada!!!


Teleférico no Rabaçal - NÃO

Hoje, dia 16.11.2008 10:15 a contagem já vai em 4980 assinaturas.


Na casa do Toy

Se não visse não acreditava. No programa da SIC - Gato Fedorento no dia 16.11.2008 - um energúmeno cantor foleiro chamado Toy, conduzindo o seu carro a 250 à hora, numa estrada qualquer.

Para mostrar ainda os seus dotes de macho, o ordinário em causa, atendia o telefone e demonstrava como não precisava de mãos para controlar a sua magnífica máquina veloz.

O mesmo alarve afirma também a certa altura, com os dentes todos e em alta voz que, por vezes chega a dar 300 à hora no seu carrinho.

Isto tudo filmado e com som.

Gostava de saber onde andam as autoridades deste país que deixam impune um irresponsável destes conduzir um carro como se dum fórmula 1 se tratasse sem que nada lhe aconteça.

Tenham vergonha e prendam este gajo! No mínimo 5 anos sem carta!

domingo, 16 de novembro de 2008

Kadafi na Ilha da Lenha?

No DN da Ilha da Lenha - 16.11.2008 - pode-se ler...

"No conturbado período que se seguiu à revolução de 1974, Kadhafi terá oferecido apoio aos movimentos independentistas da Madeira e dos Açores, FLAMA e FLA, respectivamente. Em Fevereiro de 1978, a Presidência, a Assembleia e o Governo da República de Portugal viram-se na obrigação de repudiar oficialmente um pedido do dirigente líbio para a independência da Madeira, considerada pela Organização de Unidade Africana como pertencendo a África."

Isto quer dizer que hoje em dia seríamos todos pretos?


Reformas Douradas

Na Ilha da Lenha - DN de 16.11.2008

Duas dezenas de reformados em cargos públicos
a Maior parte das reformas é de valor com que muitos cidadãos só sonham
Data: 16-11-2008

Algumas são reformas douradas, outras nem tanto, nas todas têm em comum o facto de serem total ou parcialmente acumuladas com outros vencimentos. São de pessoas que, apesar de já receberem reforma, continuam em cargos públicos. Das cerca de duas dezenas contabilizadas, umas desempenham funções para as quais foram eleitas, outras foram convidadas para os cargos que ocupam.

A figura mais mediática nessa situação é o presidente do Governo Regional. Alberto João Jardim reformou-se há três anos, em Junho de 2005.

Há pessoas menos presentes na comunicação social, mas até com direito a valores de reforma mais altos. São valores ao nível da boas reformas dos sector privado.

Quem já está nesse sector, mas durante muitos anos esteve na actividade pública é João Carlos Abreu. O antigo secretário Regional do Turismo e Cultura quando deixou o Governo Regional foi para uma fundação criada pelo Grupo Pestana.

Nuno Homem Costa, por sua vez, depois de muitos anos no comando da PSP, está agora na Administração da empresa detida pelo Governo madeirense, Horários do Funchal. É o homem de confiança de Jardim.

Existem ainda os reformados que também desempenham funções públicas que quase se poderia dizer que não são remuneradas. O caso de Isabel Sena Lino é disso exemplo. A antiga deputada do PS é vereadora na Câmara Municipal do Funchal. Outro exemplo é o de Júlio Mateus de Freitas, antigo director regional da Administração Pública e Local, que faz parte do Conselho Regional para a Modernização Administrativa.

O facto de alguém estar reformado e desempenhar uma função remunerada, não significa que receba os dois rendimentos por inteiro. A actual legislação determina que se opte por um rendimento completo e apenas um terço do outro. Cabe a cada beneficiário indicar a forma que entende ser a que mais lhe convém.

Quanto aos valores das pensões referidos no grafismo ao lado, alguns são hoje superiores aos indicados, devido aos aumento determinados ao longo dos tempos. Passados dois anos do início da reforma, o beneficiário passa a ter direito a aumentos anuais, que têm, entre outros, como referência o PIB, o Índice de Preços ao Consumidor e são definidos por portaria do Ministério das Finanças.


Cartão Vermelho

O PS chumbou a proposta do BE para que as administrações do BPN fossem ouvidas no parlamento. Segundo uma deputada do PS e sobre o pedido de audição solicitado por Dias Loureiro - “Pede para o ouvirmos não porque tem alguma coisa para contar, mas porque não tem nada para esconder. A comissão de Orçamento e Finanças tem todo o interesse em ouvir pessoas que tenham algumas informações para nos dar sobre o problema que aconteceu no BPN”.

Dois factos incontestáveis:

- Não tenho nenhuma dúvida de que o mesmo se passaria se o PSD estivesse no poder. Cada vez mais se confirma que PSD e PS são exactamente a mesma coisa.

- Algo estão a esconder!

sábado, 15 de novembro de 2008

Mais perto

de Deus.

A Queda das Laranjas

Na Ilha da Lenha não se pára nunca. Quando não é a obra é o trolha mas nunca se pára. Desta vez a crise atingiu a laranjeira. O vice-presidente da bancada do PSD na Ilha da Lenha demitiu-se. Será do vento que ultimamente tem assolado a Ilha? É que assim ficaria explicada a queda das laranjas, se é que ainda vão cair mais...

O líder da bancada continua a ser o Jaime das Sanitas o tal que recebeu de presente a bandeira com a suástica.

Esta laranja que caíu seria a tal a quem estaria destinada a exploração do Elevador da Discórdia (Rabaçal) - segundo disse o Diário de Notícias local. Poderá ser também que se esteja a reformar a fim de se dedicar a tempo inteiro ao Elevador. Seja como fôr muito pouco se saberá do assunto porque os deuses vão se encarregar do segredo.

A Fuga do Império

"Vamos embarcar nesta nave e fugir agora que não aparece ninguém para nos impedir ou matar.

Abre-se um portão e aparecem os Soldados do Império. O Comandante diz: - Impessam a nave de descolar e matem-nos!"


Political Language

Link«é altura de começar a pensar na economia real» - disse o Inginheiro.